Endometriose e o fardo da dor pélvica

Endometriose e o fardo da dor pélvica

A dor ocasionada pela endometriose é o principal sintoma das portadoras desta enfermidade, comprometendo tanto a saúde física quanto emocional.

A síndrome álgica relacionada a endometriose é representada por cólica menstrual intensa, dor durante ou logo após o ato sexual, ao evacuar e durante a ovulação. As lesões da endometriose são usualmente enervadas o que explicaria a causa da dor. O diagnóstico da endometriose deve ser considerado em toda mulher que menstrua, independentemente da idade, e que queixa-se de dor pélvica intensa.

A ultrassonografia endovaginal com preparo intestinal é o método de imagem de escolha para avaliação dos casos suspeitos de endometriose.

Fonte:
Ferrero, S, Esposito, F, Abbamonte, LH, Anserini, P, Remorgida, V, Ragni, N. Quality of sex life in women with endometriosis and deep dyspareunia. Fertil Steril 2005;83(3):573-579.
Johnson, NP, Hummelshoj, L, World Endometriosis Society Montpellier Consortium. Consensus on current managementof endometriosis. Human Reproduction 2013;28(6):1552–1568.
Imagem: Fotolia
Kemuel Bandeira
kemuel@humani.us

Membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia/ Membro titular da Sociedade Brasileira de Ultrassonografia/ Título de especialista em Ultrassonografia Geral pelo CBR-AMB/ Título de especialista em Medicina Intensiva AMIB/AMB/ Título de especialista em Clínica Médica GDF/MEC/ Membro da Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva.