Dúvidas Comuns sobre Ultrassonografia

O que é ultrassonografia?

A ultrassonografia é um excelente método diagnóstico de imagem que se fundamenta na interação da onda sonora com frequências elevadas (ultrassom) com os tecidos que constituem os órgãos e estruturas do nosso corpo. Esta onda retorna ao aparelho que irá convertê-la em imagens em tempo real.

Qualquer pessoa pode fazer exames de ultrassom?

Sim. Desde a vida embrionária até a velhice: não há contraindicação para este exame.

Como é feito o exame de ultrassonografia?

Uma camada de gel hidrossolúvel é colocada sobre a pele da região ou estrutura que vai ser examinada e desliza-se sobre ela uma sonda que tanto emite quanto recebe o ultrassom, enviando-o para o processador do aparelho que irá converter esses dados em imagem em tempo real.

Quando é possível identificar o sexo fetal na ultrassonografia?

O sexo fetal pode ser identificado a partir da 14ª semana.

Quantos exames uma grávida pode fazer?

A ultrassonografia é um exame inócuo tanto para o bebê quanto para a mãe. A quantidade de exames vai variar de acordo com o protocolo de cada médico obstetra e depende também de eventuais intercorrências na gravidez.

Em qual período da gravidez devem-se fazer exames de ultrassom?

Em geral, recomenda-se uma ultrassonografia entre a 8ª e 9ª semana para avaliação do número de embriões bem como sua vitalidade embrionária. Os exames morfológicos realizados no primeiro trimestre (12ª a 14ª semanas) e do segundo trimestre (22ª a 24ª semanas) e o estudo Doppler no último trimestre (32ª a 34ª semanas) são imprescindíveis mesmo em uma gravidez de baixo risco.

Para que servem os exames morfológicos da gestação?

O exame morfológico do primeiro trimestre realizado entre a 12ª a 14ª semanas avalia a anatomia fetal interna e externa e verifica os marcadores de doença cromossômica como, por exemplo, a síndrome de Down, através da análise da translucência nucal, osso nasal e ducto venoso.

Quais as vantagens da ultrassonografia?

  • Apresenta a anatomia em cortes que podem ser adquiridos em variadas posições.
  • É um método dinâmico, ou seja, permite a aquisição de imagens em movimento. É possível, por exemplo, identificar os movimentos peristálticos do intestino, um jato de urina entrando na bexiga e a movimentação fetal.
  • Não apresenta efeitos biológicos nocivos.
  • Não utiliza radiação ionizante ou contrastes iodados.

Quais as desvantagens da ultrassonografia?

  • Limitação do exame em pacientes obesos.
  • Dependente da experiência do médico operador e da qualidade do aparelho.

É preciso algum preparo especial para fazer o exame de ultrassom?

Sim. Veja abaixo algumas necessidades:

  • Jejum, de cerca de 6h00 para adultos e 3h00 para crianças, para realização da ultrassonografia do abdome total e abdome superior.
  • Beber 4 copos de água, para que a bexiga fique cheia em exames como a ultrassonografia pélvica transabdominal (Útero, ovários e bexiga) e ultrassonografia da próstata e das vias urinárias.
  • É requerido um preparo especial no exame realizado para o diagnóstico da
    endometriose (ultrassonografia endovaginal com preparo intestinal).
  • Exames da glândula tireoide, mamas, endovaginal, partes superficiais, articulações, bem como exames obstétricos, não requerem preparo.
  • É necessário apresentar a mamografia atual em pacientes com idade acima de 40 anos e que irão realizar a ultrassonografia das mamas.